Jovem confessa que mandou matar o ex-namorado e diz que não se arrepende


A jovem, Ariane Ferreira da Silva, de 19 anos, esta presa na delegacia de Cianorte, desde á ultima segunda-feira, quando foi identificada como mandante do assassinato, do jovem Luciano Dias da Silva, 18 anos.

A jovem confessou que mandou matar o ex-namorado e com frieza, disse ainda, que não se arrepende. Na tarde desta terça-feira, a jovem acusada foi apresentada com exclusividade a nossa equipe de reportagem. Ela não quis gravar entrevista para o programa de televisão, mais conversou com a equipe.

Ariane começou contando, que teve um relacionamento de um ano e meio, com Luciano, moraram juntos durante 5 meses e que a cerca de 60 dias, estavam separados. Ela disse, que constantemente apanhava de Luciano e que passou a ser perseguida e receber ameaças, depois da separação.
Na noite do crime eles se encontraram, em uma boate, no centro da cidade, onde segundo a jovem, foi mais uma vez agredida.

Ariane também contou, que Luciano era muito ciumento e não aceitava a separação. Conforme a jovem, os dois discutiram quando se encontraram na danceteria. Na confusão, Ariane teria levado um tapa no rosto e foi enforcada, em uma chave de braço.

Segundo ela, Luciano estava descontrolado e arrumou outras confusões na boate, ao ponto de ser colocado para fora do estabelecimento.
Ariane ainda disse, que Luciano era envolvido com o trafico de drogas e que sempre estava armado.

Ela ligou e pediu ajuda, ao jovem Emanuel Tartari Cardoso, 20 anos, quando percebeu que corria risco. Ela passou a trocar mensagens com Emanuel, por volta das 02 horas da manhã. Ariane ainda contou, sem demonstrar remorsos, que pediu para Emanuel matar o ex-namorado, em uma mensagem, onde disse: “De hoje, ele não pode passar”.
Na confusão, ainda na boate, Luciano tomou da acusada, o calçado que ela estava usando. A bota de salto alto teria sido um presente de Luciano a Ariane.

A jovem estava voltando para casa, junto com algumas amigas, quando conversou com Luciano pela ultima vez. Eles tiveram outra discussão e minutos depois o jovem foi morto.
Ariane finalizou dizendo friamente, que não estava arrependida de ter mandado matar o ex-namorado.

A acusada segue presa e de acordo com o doutor Deuclecio Detros, delegado de Cianorte, ela e os outros dois jovens envolvidos no crime, serão indiciados por homicídio qualificado.

Fonte: J.Junior

Deixe seu Comentário

Spam Protection by WP-SpamFree